25 de junho de 2008

Quando a metrópole engole você

Morei toda vida em São Paulo. Permaneci toda vida em São Paulo. O mais longe que fui, Curitiba , também é uma cidade grande.
São Paulo está me engolindo.
Simples assim. Virei parte da massa cinza, apressada e arrogante que é essa cidade.
Tenho cor cinza. Apática. Cansada. Doente. Caótica.
Sempre amei São Paulo. Por sua vida agitada, por suas luzes e por suas pizzarias abertas até às 2 da manhã, mesmo numa segunda feira chuvosa.
Não quero mais. Desculpa mas não te quero mais.
Minha alma anseia a calmaria. Necessita de pessoas. Pessoas de verdade. Não pessoas apressadas, nem estranhos no metrô.
Quero ir embora daqui.
Mas São Paulo me fez medrosa.
Deu angústias, medo de mudar, medo de seguir, medo de ser sozinha, medo de não ter o que comer às 4 da manhã pós balada.
Não me deu esperanças.
Maltida cidade essa.
Cidade claustrofóbica não me deixa mais respirar.
Quero ir embora conhecer outro habitat, outros macacos, outros sotaques.
Como se alguma coisa mudasse na alma com o brilho de outra cidade.
Como se desse pra tirar o fosco da vida, e como se os problemas nunca mais voltassem.
Eu vou me embora daqui.
Pra onde? Eu sei la pra onde vou.
Vou ali tentar tirar as angústias velhas, e tentar trazer algumas novas.
Nunca tem fim não é mesmo?

8 comentários:

bruno disse...

O problema não é São Paulo.
Você tem medo da mudança, do desconhecido..
hehe, que psicologia barata a minha...

MM. disse...

Já li!

MM. disse...

Já li!

MM. disse...

Vamos pra Terra do Rei? Pq lá terei o homi que quero, na cama que escolherei?

MM. disse...

Ou vamos pra Acapulcoo! com o Chaves.

MM. disse...

Pronto, tá bom já? Você pode escrever um novo texto, agora?

MM. disse...

¬¬

Mariana disse...

Bruno: Seja lá quem vc for, é um pouco isso ai, mas não é tudo. São Paulo é realmente sufocante...

MM: Vc é mto chata, já estou providenciando um novo texto ¬¬
Prefiro Ilha Bela, de longe. Ou Inglaterra, fica a seu critério.