23 de setembro de 2008

Taxistas de São Paulo

Devido a uma desventura da vida (ficar sem carro e não pegar o da mamãe, além da lei seca), eu tenho utilizado o serviço de táxi de São Paulo com bastante freqüência.
É aterrorizante.

Acho que não existe outra palavra.
No começo parecia legal. Não tenho que dirigir,só falar o caminho e estou lá.
Mal sabia eu que eles conhecem menos de São Paulo que eu. E se não ditamos o caminho, capaz do cara dar a volta ao mundo para te deixar no destino.
Todos os táxis da cidade são fedidos. TODOS! E pior, para disfarçar usam aquele perfume que dão no lava - rápido (cheiro de pinho, aromas do campo etc etc ) o que deixa um budum horrível. É como o camarada fedido, de suor mesmo, metesse o Avanço por cima sabe? O mesmo cheiro.
Uma vez entreguei uma nota de 50 reais para o cara. Devolveu 30, que eu tive que trocar rapidamente, porque as notas estavam impregnada de um cheiro horrível de perfume de puta barata. Tive que isolar as notas num saco plástico, pois estavam impregnando minha bolsa também.
Terrível.
Acho que é desnecessário comentar o preço pago por isso. 5 quilômetros podem dar 15 reais, ou 20 ou 25! Nunca se sabe! Um absurdo. Eles dizem que é por conta das taxas da prefeitura, e eu até acredito em partes, mesmo assim, é um abuso.
Um caso a parte são os taxistas. Eu nunca entendo muito bem o que eles falam.
Alguns são cheios de prosa, conversam e tentam ser simpáticos.
E outros, a maioria, nem boa noite dão como se tivessem fazendo um favor em te levar pra casa. Francamente.
Nós que somos é muito burros de agüentá-lo!
Mas, devo concordar, esse tipo de transporte já foi beeem pior!!
Só por favor, lavem seus veículos e parem com aquele spray de bordel!!!!!!

Um comentário:

MM. disse...

a mari anda engraçada velho!
esse cheiro ai, remete muita coisa que eu sei... kkkkkk por isso.