7 de maio de 2008

Sofro preconceito porque tenho um disc man



Olhem bem.
Isso poderia ser peça de museu (e um dia será).
Porém, devido a um furto ocorrido aqui no meu plácido e límpido ambiente de trabalho, no qual durante uma reforma surrupiaram na cara larga o meu MP4 (já estava over), tive que ressucitar meu famigerado DiscMan. E mesmo assim não é esse da foto não!!
Detalhe importante: só funciona de cabeça para baixo.
Maravilha!
Munida dessa revolução tecnologica primitiva peguei feliz o meu metrô para ir ao trabalho.
Por só funcionar em uma posição, tinha que ficar tirando aquele trambolho o tempo inteiro da bolsa. Aquilo ocupa um espaço lascado!
Eu, com a minha alma nerd, tentava disfarçar que ainda é normal usar aquilo.
Mas não as pessoas. Executivos, estudantes, e até velhinhos modernos me olhavam estranho.
Um japa tentou esforçar um sorriso quando me ouvir maldizendo o troço. Viu que minha cara não era das mais animadoras.
Poxa, achei uma injustiça!
Meu ego foi ao chão.
Me senti uma daquelas pessoas que não sabem operar um DVD ou coisa do gênero.
Gente! O importante é ser feliz, poder ouvir uma música no meio de transporte, ao invés da moça vadia falando que a mãe dela falou que ela tem a bunda da mulher melancia (não sei se é xingamento ou elogio).
Viva a tecnologia!!! Não importa de qual época ela seja!!!!
Depois que Disc Man for IN, Hippy, cult, igual Atari, vou poder dizer que sou pioneira!!!

4 comentários:

Alexandre de Sousa disse...

Eu tinha um igual ao da foto em mil novecentos e lá vai fumaça, rs.

Para vc se sentir melhor: pior se o fones fosse daqueles externos, trambolhões, sabe qual?

Mas era esse que vc estava usando? Xiiii, foi mal.

Anônimo disse...

breguinha!
só faltava gostar de star track hehehehe

Não vou falar quem deixou! uhu. Esse recado. haha.

disse...

hahahaha... morri de rir...
Acho que eu me sentiria uma ET!

r. silva disse...

só pra dizer que gostei disso.